Marcar encontros on-line

Família

2020.10.05 03:20 Kobe_for_ever Família

(O texto tá sem pontuação pq tô falando n digitando então foi mal)Ano passado eu estudava em uma escola muito boa só que eu acabei bombando de ano e acabei me afastando do meus amigos por achar que eles podiam me rejeitar ou alguma coisa assim fui pra outro colégio e me isolei consegui fazer alguns amigos lá fui até feliz aí chegou a quarentena e começou as aulas on-line ai tive que ficar longe de todos os amigos que eu tinha isso já tinha me abalado pra caramba minha família é muito grande meu vô teve cinco filhos e eu devo ter uns nove primos a nossa relação sempre foi boa só que eles sempre estão juntos e nunca me chama pra nada aí eu descobri que eles têm um grupo sem euCom todos os primos até os que não mora na minha cidade sempre Usando para marcar encontros eles sempre estão juntos sem eu aí como venda família rica a gente de alguns funcionários e nessa quarentena eu estou ficando muito com meu avô morando com ele praticamente ia que também mora com a gente cuidador E hoje o Cuidador e o motorista que trabalham aqui foram chamados para um churrasco com os primos e meu tio e ontem teve uma festa de família que ele estavam organizando isso e ouvir eles conversando será que eles chamam eu e todos falaram não negando eu sei que ninguém é pior que eu só que chamar os funcionários daqui e me negarem é muito chato não sei se estou errado? não sei estou certo? não sei o que eu devo fazer se eu volto a falar com meus amigos antigos? não sei Me ajudem!!!!
submitted by Kobe_for_ever to desabafos [link] [comments]


2017.09.11 14:50 fidjudisomada [Pre-Match Thread] UEFA Champions League 2017/18, 1.ª Jornada: SL Benfica vs. PFC CSKA Moskva

Sport Lisboa e Benfica vs. PFC Central Sport Club of the Army Moscow

UEFA Champions League 2017/18, 1.ª Jornada

Transmissão

Antevisão

O SL Benfica inicia a sua mais recente campanha na UEFA Champions League com a recepção ao PFC CSKA Moskva, que nos últimos anos se tornou presença assídua na fase de grupos.
A equipa portuguesa ambiciona alcançar a fase a eliminar pela terceira temporada seguida. Já o CSKA não chega lá desde 2011/12, apesar de esta ser a sua quinta época consecutiva na competição.
Jogos anteriores
  • As equipas defrontaram-se nos 16 avos-de-final da Taça UEFA 2004/05, com o CSKA a apurar-se com um resultado total de 3-1, acabando por sagrar-se campeão, após bater o Sporting Clube de Portugal na final realizada em Lisboa.
  • O CSKA venceu por 2-0 na primeira mão, realizada em Krasnodar, graças a golos de Vasili Berezutski (12) e Vágner Love (60). Sergei Ignashevich colocou o CSKA praticamente na eliminatória seguinte quando marcou aos 49 minutos do jogo em Lisboa, com o suplente Azar Karadas a evitar nova derrota do Benfica.
  • As equipas no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, a 24 de Fevereiro de 2005, foram as seguintes: Benfica: Quim, Luisão, Petit, Geovanni (Miguel 64), Alcides, Fyssas, Nuno Assis (Karadas 54), Manuel Fernandes, João Pereira, Simão, Nuno Gomes (Mantorras 61). CSKA: Akinfeev, Ignashveich, A Berezutski, V Berezutski, Zhirkov, Rahimić, Odiah (Shershun 72), Aldonin, D Carvalho (Gusev 90+1), Krasić, Vágner Love (Olić 84).
  • Esse continua a ser o único desaire do Benfica em eliminatórias a duas mãos frente a clubes russos nas provas da UEFA, tendo ganho as outras cinco, o mais recente dos quais frente ao FC Zenit, há dois anos.

Retrospectiva

Benfica
  • Vencedor da "dobradinha" em 2016/17, o Benfica está na fase de grupos da UEFA Champions League pela 13ª vez e a oitava consecutiva.
  • O clube lisboeta atingiu os quartos-de-final em 2015/16 e na época passada voltou a ultrapassar a fase de grupos, sendo eliminado pelo Borussia Dortmund nos oitavos-de-final, com um resultado total de 4-1.
  • O triunfo por 1-0 do Benfica sobre o Dortmund na primeira mão dos oitavos-de-final foi o único nos seus últimos quatro jogos europeus, em casa e fora.
  • Na fase de grupos de 2016/17, em casa, o Benfica empatou a um golo com o Beşiktaş JK e venceu o FC Dynamo Kyiv por 1-0. Na última jornada, perdeu por 2-1 com o SSC Napoli, um de apenas dois desaires caseiros nos últimos 11 jogos disputados.
  • A última vez que a equipa lusa defrontou um adversário russo aconteceu em 2015/16, nos oitavos-de-final, quando venceu o Zenit por 1-0 em casa e 2-1 fora.
  • O Benfica somou apenas uma derrota caseira frente a equipas russas (V5 E2), no caso diante do Zenit, por 2-0, na primeira jornada da fase de grupos da UEFA Champions League 2014/15.
CSKA Moscovo
  • O clube moscovita está na fase de grupos pela 11ª vez e a quinta época seguida.
  • O CSKA terminou no último lugar do grupo nas duas campanhas anteriores na UEFA Champions League. Em 2016/17, após se ter apurado automaticamente para a fase de grupos, terminou atrás de AS Monaco FC, Bayer 04 Leverkusen e Tottenham Hotspur FC.
  • No entanto, esta época o CSKA ganhou os quatro jogos europeus já disputados sem sofrer qualquer golo, eliminando AEK Athens FC na terceira pré-eliminatória, com um resultado total de 3-0 (2-0 fora, 1-0 em casa) e BSC Young Boys no "play-off", pelo mesmo resultado (1-0 fora, 2-0 em casa).
  • A vitória por 2-0 em casa do AEK interrompeu uma série de dez jogos europeus seguidos do CSKA sem vencer (E4 D6). Também perdeu seis dos últimos sete jogos europeus fora, contabilizando ainda um empate.
  • O último triunfo fora dos moscovitas na fase de grupos da UEFA Champions League foi frente ao Manchester City FC, por 2-1, a 5 de Novembro de 2014. Desde então, o seu registo fora é de um empate e seis derrotas.
  • O CSKA nunca ganhou em casa de clubes portugueses, tendo somado três derrotas e dois empates. Permaneceu invicto nas três primeiras deslocações mas perdeu as duas mais recentes, ambas por 2-1, frente a FC Porto, nos oitavos-de-final da UEFA Europa League 2010/11, e Sporting, no "play-off" da UEFA Champions League 2015/16.
  • O CSKA conquistou, contudo, o seu único troféu europeu em Portugal e frente a uma equipa portuguesa, quando bateu o Sporting por 3-1 na final de 2005 da Taça UEFA, em Lisboa.
  • O registo global do clube russo frente a equipas da Liga portuguesa é: V3 E3 D5.
  • O CSKA qualificou-se como segundo classificado da Premier League russa em 2016/17.
Ligações entre treinadores e jogadores
  • Viktor Goncharenko orientava o FC BATE Borisov quando o emblema bielorrusso defrontou o Benfica na fase de grupos da UEFA Europa League 2009/10, perdendo por 2-0 fora e por 2-1 em casa.
  • Eliseu foi suplente-utilizado na segunda parte, enquanto Pizzi não saiu do banco de suplentes, quando Portugal venceu a anfitriã Rússia por 1-0 na Taça das Confederações, em Moscovo, a 21 de Junho. Igor Akinfeev, Viktor Vasin e Aleksandr Golovin fizerm parte do "onze" da Rússia.
  • Jonas e Mário Fernandes foram colegas de equipa no Grêmio FBPA entre 2009 e 2011.
  • Alan Dzagoev marcou a Júlio César quando o CSKA perdeu por 3-2 na recepção ao FC Internazionale Milano na fase de grupos da UEFA Champions League 2011/12.
  • Diogo Gonçalves marcou a Pavel Ovchinnikov quando o Benfica venceu por 2-0 no reduto do CSKA nos quartos-de-final da edição anterior da UEFA Youth League.

Factos do jogo

Benfica
  • O clube de Lisboa aponta ao quinto título seguido no campeonato, feito apenas alcançado pelo Porto.
  • O Benfica não perde há 18 jogos de todas as provas desde os 4-0 em Dortmund, a contar para a segunda mão dos oitavos-de-final, a 8 de Março.
  • Um tento da contratação de Verão Haris Seferović ajudou o Benfica a ganhar 3-1 ao Vitória SC, e a conquistar a SuperTaça, a 5 de Agosto. Seferović marcaria ainda nos primeiros três jogos - todos vitórias - dos "encarnados" na Liga, ficando apenas em branco no empate 1-1 na visita ao Rio Ave, a 26 de Agosto.
  • No total, Seferović vai em sete golos pelo clube e selecção em oito encontros esta temporada. Três deles surgiram na Qualificação Europeia para o Campeonato do Mundo - bisou no triunfo da Suíça em casa por 3-0 sobre Andorra, a 31 de Agosto, inaugurando a seguir o marcador na partida em que a Letónia foi batida pelo mesmo resultado três dias depois.
  • Jonas tem sete golos em seis jogos em 2017/18, três deles apontados no triunfo por 5-0 na recepção ao Belenenses, a 19 de Agosto.
  • Alex Grimaldo (ausente desde 5 de Agosto, lesão na perna direita) e Ljubomir Fejsa (14 Agosto, contusão na perna direita) têm estado ausentes.
  • Jardel (lesão muscular) foi substituído frente ao Rio Ave e falhou a recepção ao Portimonense, na sexta-feira.
  • André Almeida, que marcou o golo da vitória (2-1) na sexta-feira, frente ao Portimonense, prolongou o seu contrato em mais dois anos, até 2021, a 11 Agosto.
CSKA
  • Timur Zhamaletdinov, com apenas 20 anos, marcou na sua estreia (jogo completo), dando a vitória ao CSKA frente ao FC Amkar Perm, por 1-0.
  • Todas as derrotas do CSKA esta época foram em casa.
  • A formação do exército russo não perder fora do Stadion CSKA Moskva desde o desaire por 3-1 frente ao Tottenham na sexta jornada da época passada.
  • O defesa-esquerdo Georgi Schennikov marcou três golos nos últimos cinco jogos.

UEFA Champions League: Sabia que?

  • Em 2012/13 o Chelsea tornou-se no primeiro campeão europeu a não ir além da fase de grupos desde o início da UEFA Champions League. (Este registo, assim como outros, inclui as temporadas entre 1999/00 e 2002/03 em que houve duas fases de grupos). Em 1992/93, o Barcelona era detentor da Taça dos Clubes Campeões Europeus e perdeu por 4-3 no conjunto das duas mãos da segunda eliminatória ante o CSKA.
  • Em 2016/17, o Real Madrid tornou-se na primeira equipa a defender com êxito o troféu da UEFA Champions League; o Milan (1989, 1990) tinha sido o último clube a conseguir sagrar-se campeão europeu de clubes em duas épocas consecutivas. Milan (1994, 1995), Ajax (1995, 1996), Juventus (1996, 1997) e Manchester United (2008, 2009) voltaram à final como detentores do troféu, mas perderam os respectivos jogos.
  • O guarda-redes Marco Ballotta, da Lázio, tornou-se no jogador mais velho a participar na UEFA Champions League, ao alinhar na deslocação ao terreno do Real Madrid na 6ª jornada da fase de grupos de 2007/08, com 43 anos de idade e 252 dias. Alessandro Costacurta, do Milan, detém o recorde quanto a jogadores de campo, pois tinha 40 anos e 211 dias quando defrontou o AEK 2006/07.
  • Francesco Totti é o mais velho a ter marcado na prova, aos 38 anos e 59 dias, no empate 1-1 da Roma no terreno do CSKA, a 25 de Novembro de 2014. Ryan Giggs (37 anos e 289 dias) era o anterior detentor da marca.
  • Celestine Babayaro é o mais jovem a ter actuado; tinha 16 anos e 87 dias quando foi titular pelo Anderlecht frente ao Steaua (23/111994). Foi expulso aos 37 minutos.
  • Com 17 anos e 195 dias, Peter Ofori-Quaye é o mais jovem de sempre a ter marcado na UEFA Champions League e fê-lo na vitória do Olympiacos ante o Rosenborg por 5-1 (01/10/1997).
  • Lionel Messi tornou-se no primeiro jogador a marcar cinco golos num jogo no triunfo de 7-1 do Barcelona sobre o Leverkusen, a 7 de Março de 2012, feito igualado por Luiz Adriano, do Shakhtar, que goleou o BATE a 21 de Outubro de 2014, por 7-0. 11 jogadores, incluindo Messi, marcaram quatro tentos num só jogo, mais recentemente Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, na 36ª jornada em 2015/16.
  • Cristiano Ronaldo estabeleceu novo recorde na fase de grupos da UEFA Champions League ao marcar 11 golos em 2015/16 - batendo o seu próprio recorde de nove tentos - registo igualado por Luiz Adriano em 2014/15. Zlatan Ibrahimović (2013/14), Ruud van Nistelrooy (2004/05), Filippo Inzaghi e Hernán Crespo (ambos em 2002/03) conseguiram oito remates certeiros.
  • O "hat-trick" de Messi na terceira jornada da fase de grupos de 2016/17 foi o seu sétimo na competição – mais dois do que Ronaldo.
  • O Barcelona terminou como vencedor do respectivo grupo em 18 ocasiões, mais três do que o Real Madrid e quatro relativamente a Manchester United e FC Bayern München.
  • Bayern (entre 2 de Abril de 2013 e 27 de Novembro de 2013) e Real Madrid (entre 23 de Abril de 2014 e 18 de Fevereiro de 2015) detêm o recorde de vitórias seguidas na UEFA Champions League, com dez. O Bayern ultrapassou a anterior marca de nove, estabelecida pelo Barcelona entre 18 de Setembro de 2002 e 18 de Fevereiro de 2003. O Anderlecht soma 12 derrotas consecutivas (entre 10 de Dezembro de 2003 e 23 de Novembro de 2005) e é também recorde da competição.
  • Seis equipas conseguiram seis vitórias seguidas na fase de grupos: Milan (1992/93), Paris Saint-Germain (1994/95), FC Spartak Moskva (1995/96), Barcelona (2002/03, primeira fase de grupos) e Real Madrid (2011/12 e 2014/15).
  • Dezassete equipas não somaram pontos na fase de grupos, mais recentemente o Maccabi Tel-Aviv FC, em 2015/16.
  • O Real Madrid marcou 20 golos na fase de grupos de 2013/14 e igualou o recorde da competição, fixado por Manchester United (1998/99) e Barcelona (2011/12). A equipa da Catalunha marcou 19 tentos na primeira fase de grupos de 1999/2000, número alcançado pelo Real Madrid em 2011/12 e pelo Bayern em 2015/16.
  • Apenas Deportivo (2004/05) e Maccabi Haifa FC (2009/10) não marcaram na fase de grupos.
  • O BATE sofreu 24 golos em 2014/15, novo recorde, que foi igualado pelo Legia Warszawa na quinta jornada em 2016/17. O anterior máximo, 22, pertencia a Dínamo Zagreb (2011/12) e Nordsjælland (2012/13). O Malmö FF sofreu 21 em 2015/16.
  • Nenhuma equipa terminou a fase de grupos da UEFA Champions League sem sofrer golos. Milan (1992/93), Ajax (1995/96), Juventus (1996/97 e 2004/05), Chelsea (2005/06), Liverpool (2005/06), Villarreal (2005/06), Manchester United (2010/11), Mónaco (2014/15) e Paris Saint-Germain (2015/16) sofreram apenas um tento.
  • Antes da vitória por 3-1 sobre o Sporting, na sexta jornada de 2006/07, o Spartak esteve 22 jogos sem vencer, uma marca que o Steaua igualou na sexta jornada de 2013/14.
  • O RSC Anderlecht detém o recorde de mais derrotas consecutivas na prova, desde a fase de grupos até à final, tendo perdido 12 jogos seguidos de Dezembro de 2003 a Novembro de 2005. O GNK Dinamo Zagreb vem logo a seguir com 11 derrotas consecutivas, de Setembro de 2011 a Dezembro de 2012; o desaire da equipa croata na quinta jornada de 2016/17 foi o seu décimo seguido.
  • Seis foi o menor número de pontos com que uma equipa ultrapassou a fase de grupos: o Zenit, em 2013/14 e a AS Roma em 2015/16. Desde que cada vitória passou a valer três pontos, em 1995/96, oito equipas seguiram em frente com sete pontos: Legia (1995/96), Dínamo Kiev (1999/2000), Liverpool (2001/02), Lokomotiv e Juventus, mais tarde finalista (2002/03), Rangers e Bremen (2005/06) e Basileia 1893 (2014/15).
  • O Nápoles não se conseguiu apurar com 12 pontos em 2013/14, o total mais elevado de uma equipa a não ultrapassar a fase de grupos. Dínamo Kiev (1999/2000), Dortmund (2002/03 – ambos na segunda fase de grupos), PSV (2003/04), Olympiacos e Dínamo Kiev (ambos em 2004/05), Bremen (2006/07), Manchester City (2011/12), Chelsea e Cluj (ambos em 2012/13), além de Benfica (2013/14) e FC Porto (2015/16) falharam o acesso aos oitavos-de-final com dez pontos.
  • Apenas duas equipas conquistaram a UEFA Champions League no seu país: Dortmund (1997, final em Munique) e Juventus (1996, final em Roma); o Manchester United FC perdeu a final de 2011 em Londres e, 12 meses volvidos, o FC Bayern München também saiu derrotado no seu estádio, a Fußball Arena München.

#EQUALGAME

Esta semana, os adeptos do futebol que assistam aos jogos da UEFA Champions League no estádios, "on-line" e na televisão irão ter a oportunidade de ver a estreia dos novos anúncios da UEFA RESPECT, denominados #EqualGame. Os anúncios, que contam com a participação de Ada Hegerberg, Lionel Messi, Paul Pogba, Cristiano Ronaldo e vários jogadores amadores, pretendem ao longo da época promover a inclusão, diversidade e acessibilidade no futebol europeu com o lema "Todos têm o direito de desfrutar do futebol, independentemente de quem for, de onde estiver e de como joga". Mais informações sobre a campanha e os anúncios podem ser encontradas no comunicado de imprensa e no "site" da campanha: www.equalgame.com (em inglês).

Conferência de imprensa

RUI VITÓRIA: "ESTAMOS PREPARADOS PORQUE ESTUDÁMOS O CSKA"
Rui Vitória anteviu, esta segunda-feira, o jogo com o CSKA a contar para a 1.ª jornada da fase de grupo da Liga dos Campeões.
“Vamos encontrar um adversário difícil, que tem tido resultados positivos fora de casa. Vai-se apresentar com um bloco de três defesas que passa para cinco, com avançados móveis e vamos ter alguns desafios pela frente. Estamos preparados porque estudámos bem o CSKA. É um adversário forte, mas está perfeitamente identificado. Temos de ser uma equipa concentrada”, começou por analisar.
Instado a comentar se a exibição frente ao Portimonense se ia repetir com o CSKA, o técnico foi taxativo: “Estamos a falar de Liga dos Campeões. É uma realidade diferente do Campeonato. Não podemos colocar tudo dentro do mesmo saco. Todas as equipas do nosso grupo tiveram dificuldades na jornada do respetivo campeonato. Vamos colocar em campo as nossas valências”, assegurou.
Rui Vitória já manifestou satisfação com o plantel à disposição e garantiu que é a pensar nas várias provas em que o Benfica está inserido. “Quando formamos um plantel é para todas as competições. Não digo que é só para o Campeonato. Foi feito dentro das nossas possibilidades e vai estar pronto para os nossos objetivos. Gostava de ter todos os jogadores em pleno, mas a vida das equipas é assim. Por vezes não está um, nasce outro”, frisou.
“VAMOS COLOCAR EM CAMPO AS NOSSAS VALÊNCIAS”
O treinador Benfiquista concordou, ainda, que a experiência adquirida nos últimos dois anos na Champions permite preparar melhor as partidas para esta época. “As nossas vivências vão enriquecendo o grupo. Cada treinador aborda cada jogo olhando ao que tem de fazer, e coloca as suas armas em campo. Foi assim que preparei o primeiro jogo da Champions. Claro que o conhecimento que vamos tendo da competição ajuda a perceber como devemos competir, mas a experiência não garante nada”, vincou.
A filosofia do Benfica é encarar jogo a jogo. Assim sendo, a Liga dos Campeões é a prioridade, mas deixará de ser a partir das 21h30. “A Champions é a prioridade porque é a próxima, segue-se o Campeonato e por aí fora. Depois há Taça da Liga e a Taça de Portugal. É sempre assim, mas cada jogo que faço com o Benfica é para ganhar”, sublinhou.
Na Rússia fala-se em problemas no seio da formação moscovita. Rui Vitória não aprofundou muito o assunto. “O que vejo é que a equipa do CSKA, não a conhecendo por dentro, é uma equipa organizada, sabendo o que que faz em cada jogo, com um misto de jogadores jovens e experientes. Se houve problemas não deram sinais disso”, resumiu.
Já sobre uma eventual estreia de Gabigol pelo Benfica e na Liga milionária, o timoneiro não levantou a ponta do véu: “A estreia de um jogador na Liga dos Campeões é visto de uma forma normal. Todos os nossos jogos são encarados como uma final e temos de dar tudo dentro de campo. Não faço intervenção particular num jogador. Se o Gabriel tiver de jogar, jogará. O importante é que nós entendamos o momento para poder explanar o melhor do seu futebol”, explicou.
ANDRÉ ALMEIDA: "JOGO DIFÍCIL MAS QUEREMOS OS TRÊS PONTOS"
André Almeida marcou presença na sala de conferência de imprensa do Estádio da Luz para lançar o jogo com o CSKA desta terça-feira. O camisola 34 começou por revelar que o grupo está entusiasmado pela estreia nesta edição da Liga dos Campeões.
“O grupo está entusiasmado. É o início de uma competição que todos gostamos de jogar. O grupo é uniforme e complicado. Há boas equipas e bons jogadores. Espero um jogo difícil mas queremos os três pontos”, começou por dizer.
Frente ao Portimonense marcou um grande golo, mas o mais importante foi a equipa. O prémio, esse, estava em casa… “Estou confiante. Foi importante ter ajudado o Benfica a conquistar os três pontos. Tem-se falado do Prémio Puskas, mas não ligo a isso. O meu prémio foi chegar a casa e estar com a minha família”, assumiu.
O grupo A conta com Basileia e Manchester United para além do Benfica e do CSKA. “É um grupo equilibrado, com boas equipas. Vamos ter deslocações complicadas e temos de estar atentos a todos os adversários”, analisou.
Para o jogo de terça-feira, André Almeida deixou uma garantia: “Temos trabalhado bem durante a semana e temos as ideias bem definidas para o jogo. Vamos querer pôr tudo em prática.”

Lista de Convocados

  • Guarda-redes: Bruno Varela e Júlio César;
  • Defesas: Lisandro, Grimaldo, Luisão, Eliseu, André Almeida e Rúben Dias;
  • Médios: Filipe Augusto, Samaris, Zivkovic, Salvio, Pizzi, Cervi e João Carvalho;
  • Avançados: Raúl Jiménez, Jonas, Gabriel Barbosa, Seferović e Rafa.

Boletim Clínico

  • Brevemente

XI Provável

Seferović Jonas
Cervi Pizzi Samaris Salvio
Eliseu Lisandro Luisão (C) Almeida
Varela

Talking Points

  • Qual é a sua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
  • Qual é o seu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  • Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  • Que jogador terá que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
Nota: Este texto foi elaborado recorrendo a informações recolhidas no sítio web da UEFA.
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]